Homem morre em queda de parapente no Topo do Mundo divisa de Nova Lima

0

Vítima é o empresário Renato de Andrade Mangualde Filho; especialista diz que acidente aconteceu quando homem tentou fazer a manobra “wing over”

Um homem de 38 anos morreu na manhã deste domingo (28) ao sofrer uma queda de parapente na Serra da Moeda, em Brumadinho, na região metropolitana de Belo Horizonte. De acordo com o Corpo de Bombeiros, a vítima é o empresário Renato de Andrade Mangualde Filho.

Conforme a corporação, o acidente aconteceu por volta de 9h40. O helicóptero “Arcanjo 4” dos bombeiros e três viaturas foram ao local para socorrer o homem, que não resistiu aos ferimentos.

“O médico do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) constatou o óbito da vítima”, informou o Corpo de Bombeiros, pelo Twitter.

Uma faxineira do restaurante “Topo do Mundo”, que fica ao lado da pista de decolagem, viu o momento em que o empresário perdeu o controle do parapente. “Eu estava varrendo o deck do estabelecimento, quando vi o parapente perdendo o controle e meio que fechando as asas”, disse a mulher, que pediu para não ser identificada.

“Não vi o momento exato da queda, pois estava trabalhando, distraída. Vejo situações como essa acontecerem diariamente com o pessoal que voa de parapente por aqui, então pensei que ele tinha perdido o controle num momento e que recuperaria no outro. Mas infelizmente caiu e morreu”.

Segundo a funcionária, o homem caiu em uma vegetação próxima à BR-040. “Ele voou bem alto, mas não caiu tão longe do restaurante. Passou perto da BR. Poderia, inclusive, ter sido atingido por um carro na rodovia”, lamentou.

Piloto experiente

O presidente do clube de Voo Livre de Belo Horiznte, Hércules Figueiredo, afirmou que a vítima era um piloto experiente e voava de parapente desde 2009. A queda, de acordo com ele, aconteceu quando Renato tentou fazer uma manobra chamada “wing over”, a baixa altura – cerca de 20 metros do solo.

“Ele estava executando uma manobra que tem que ter habilidade para fazer, parece que ela é inofensiva, mas você precisa ter mais experiência para fazer. Tem que ser feita com mais altura, não se pode arriscar tanto, como foi o caso”, analisou.

No “YouTube”, diversos vídeos mostram como a manobra, que possivelmente resultou no acidente de Renato, é feita. Veja:

Fonte: O Tempo

Campartilhe.

Deixe Um Comentário

*

Curta nossa página no Facebook
error: Conteúdo Protegido!