Jardim Canadá ganha Mercado Cervejeiro

0

Empreendimento em Nova Lima será inaugurado em março de 2018 e vai receber aportes de R$ 2 milhões

Com investimentos da ordem de R$ 2 milhões, será inaugurado no início de março de 2018 o Mercado Cervejeiro, empreendimento de 1.300 metros quadrados, no bairro Jardim Canadá, em Nova Lima, Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH). O Mercado terá capacidade de receber até mil pessoas e vai reunir as melhores cervejarias artesanais da região, como Krug Bier, Backer, Prússia, Loba, Capa Preta, Coala, entre outras marcas. Serão, ao todo, 20 boxes de 14 metros quadrados, sendo 15 reservados para as cervejarias e outros cinco destinados ao comércio de alimentação. De acordo com a dona e idealizadora do projeto, Fernanda Ribeiro Massote, a monetização do negócio se dará com a locação dos estandes. O preço do aluguel gira em torno de R$ 2,8 mil mensais.

Com boa parte dos espaços já alugados, o espaço, que já está com 50% da construção finalizada, já tem confirmada filial do Bar do Antônio, que funciona há 49 anos no Mercado Central e uma representação da Sorveteria Universal aberta em Belo Horizonte em 1932.
“A intenção é dar aconchego aos clientes, trazer um pouco da história gastronômica da cidade para dentro do mercado, daí a escolha por estabelecimentos tradicionais”, comenta a empresária, formada em gastronomia, pós-graduada em gestão de negócios e também proprietária de uma distribuidora de produtos para panificação.

Polo artesanal – A escolha do lugar para abrigar o novo centro cervejeiro-gastronômico da Grande BH não foi por acaso. Fernanda já era dona há mais tempo de uma área no local, e com experiência no ramo de bebidas, embarcou imediatamente na ideia de um amigo, que, no início do ano, sugeriu a ela a construção do mercado estilizado. “Logo que ele me apresentou o projeto pensei na área que tinha no Jardim Canadá. O bairro se tornou um polo de fabricação de cerveja artesanal. Se não me engano, hoje são cerca de 15 fábricas instaladas na região e 31 chamadas ciganas, que locam os espaços de outras cervejarias para produção própria”, explica.

De ideia à concepção foi um pulo. Ela conta que imediatamente encomendou o projeto arquitetônico do espaço, assinado por Fabiano Barros. A construção, ela diz, foi inspirada nos mercados europeus, como o da Ribeira, em Lisboa, Portugal. A estruturação, sustentável, ameniza os impactos à natureza, reduzindo ao máximo os resíduos e utilizando com eficiência os materiais e bens naturais, como água e energia. “Os tijolos utilizados são ecológicos, a iluminação de led e haverá reaproveitamento de água fluvial”, destaca Fernanda.

Segundo ela, no espaço de convivência, as pessoas poderão compartilhar mesas e balcões. O Mercado ainda terá um emporium, espaço kids e um mezanino, onde toda uma agenda cultural, com shows, exposições, feiras de orgânicos será preparada para o entretenimento da clientela. “A intenção é que o Mercado Cervejeiro se torne um ponto turístico de Minas”, afirma.

Fonte: Diário do Comércio

Campartilhe.

Deixe Um Comentário

*

Curta nossa página no Facebook
error: Conteúdo Protegido!