Reflexos dos diversos rastros e vestígios urbanos - Jardim Canadá Nova Lima MG

Reflexos dos diversos rastros e vestígios urbanos

0

O artista goiano mostra cerca de 30 novos trabalhos feitos sobre papel na galeria Orlando Lemos

Em março deste ano, Marcelo Solá realizou sua primeira mostra individual no Museu de Arte de Goiânia. Agora, ele traz esse mesmo projeto, intitulado “A Quântica Rara”, para a galeria Orlando Lemos, onde será inaugurado amanhã e poderá ser visto pelo público a partir do dia 26. Neste espaço, estarão reunidas cerca de 30 obras, entre desenhos e serigrafias. As criações representam o que Solá vem produzindo de mais novo artisticamente.

“O grande diferencial desses trabalhos é a escala, que está maior. Isso expande o conceito de desenho contemporâneo, que venho trabalhando há mais tempo”, diz o artista goiano que, apesar de definir o seu trabalho no âmbito do desenho, também se aproxima de outras linguagens, como a pintura e a gravura. “Minhas obras têm essa dinâmica de ora parecer pintura, ora desenho. Eu uso aquarela, tinta a óleo, monotipia, tudo junto. Mas, no fim, é tudo desenho porque eu estou sempre usando o papel como suporte”, diz.

Boa parte dessa justaposição de técnicas e de referências, algumas inclusive do universo da arquitetura, Solá atribui ao reflexo do olhar para o ambiente urbano. “Os rastros que os habitantes das cidades deixam na paisagem é um dos aspectos que me interessam. Eu fico vendo a arquitetura em decomposição, os restos de mídias e propagandas dos outdoors, junto com os pixos e os grafites, e isso se reflete em minha obra”, afirma

Serviço. Mostra “A Quântica Rara”, na Orlando Lemos Galeria (rua Melita, 95, Jardim Canadá, Nova Lima). Visitação: de 26 a 29/7, de 2ª a 6ª, das 9h às 19h; sáb., das 10h às 14h. Gratuito.

Fonte: O Tempo

Campartilhe.

Deixe Um Comentário

*

Curta nossa página no Facebook
error: Conteúdo Protegido!