Vale faz atividades de sondagem perto de barragem de Macacos para definir obras de contenção

0
 

A Vale informou, nesta terça-feira (28), que está realizando atividades de sondagem geotécnica em áreas próximas à zona de autossalvamento da barragem B3/B4 da Mina Mar Azul, no distrito de Macacos, em Nova Lima, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. A estrutura é a montante, mesmo modelo das que se romperam em Brumadinho e em Mariana.

Segundo a mineradora, essas sondagens servirão para determinar o tipo de obra de contenção que será construída na região para diminuir os impactos à comunidade e ao meio ambiente caso a estrutura se rompa. Os estudos da mineradora devem duram 60 dias.

De acordo com a Vale, os trabalhos estão sendo realizados em uma área fora da zona de autossalvamento – que está com restrição de acesso – para garantir a segurança dos trabalhadores da mineradora. Nove pontos, ao longo de 8 km de distância a partir da barragem, serão avaliados.

A Vale disse ainda que as obras de contenção devem começar no segundo semestre deste ano e durar cerca de 12 meses. Essas intervenções, segundo a mineradora, não fazem parte do projeto de descaracterização da B3/B4. A estrutura será reforçada para, depois, ser eliminada.

Conforme a lei 23.291 do estado de Minas Gerais, zona de autossalvamento é a porção que fica em até 10 km de distância da barragem ou que, em caso de rompimento, seria atingida pela onda de rejeitos em até 30 minutos.

A barragem em Macacos está no nível máximo para risco de rompimento, definido pela Agência Nacional de Mineração (ANM). No dia 27 de março, quando a barragem passou do nível 2 para o nível 3 de segurança, sirenes foram acionadas no distrito. Desde fevereiro, famílias que viviam na zona de autossalvamento estão fora de casa.

Campartilhe.

Deixe Um Comentário

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Curta nossa página no Facebook
error: Conteúdo Protegido!